quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

O que está por vir

Com pitada de nostalgia,
de um ano que passou.
Com a companheira
que presenteia amor.

Com calor...
Um poema de luta
Resistência
do dia a dia.

Janeiro é um poema!
Com a cautela e a rebeldia.
Da boémia que causa e me causa!
Do sol e da chuva
Que alivia o suor e traz
Melancolia.
Janeiro é poesia
que reivindica
É esperança.
Organização.

Guerras anunciadas
Não denunciadas
Nunca foram declaradas.
Declaramos nós!

Estamos em guerra contra o Estado!
A guerra do povo,
que almeja sair da desgraça.

Janeiro é começo
É o fim
É poesia
Anunciando o que está por vir.

Sem comentários:

Publicar um comentário