quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Prioridade à amizade!

Era uma vez uma quinta com poucos animais. Na verdade só tinha 4, um cavalo, uma égua, um porco e uma porca. Apesar de serem poucos, o agricultor chamado João e a agricultora chamada Joaquina adoravam os seus animais.
No dia 21 de junho, dia em que começa o verão, e segundo a lenda a noite é mágica e tudo pode acontecer, o Sr. João estava a observar as estrelas enquanto a dona Joaquina fazia o jantar, e de repente, alguém lhe disse:
- João o tempo é pouco despacha-te!
- Quem está aí? – Perguntou João, e o cavalo aproximou-se e disse-lhe:
- Sou eu, João, o teu cavalo, o tempo é pouco despacha-te!
- O que se passa?
- A égua, o porco e a porca desapareceram, um nevoeiro apareceu e levou-os junto. Por favor João ajuda-nos.
- Claro. Para que direção foram?
- Para Este. Toma este mapa, encontrei-o, e toma esta mochila com comida e bebida. Ah! Eu aviso a Joaquina. Boa sorte.
E foi. João percorreu o mapa até chegar ao local indicado, quando lá chegou estava uma bruxa que lhe disse:
- És o dono daqueles animais?
-Sim sou – disse João- o que pretendes deles?
- Do teu porco farei um belo presunto, da tua porca mercadoria, e da tua égua o meu transporte. Vamos fazer um desafio de adivinhas, se adivinhares as três, ficas com os animais, ok!?
-Está bem.
-Primeira: todos o sabem abrir, mas ninguém o sabe fechar, o que é? Segunda: o que é que quanto mais quente, mais fresco? Terceira: o que é que sai sempre primeiro do navio antes do capitão e dos passageiros? Responde.
-A resposta à primeira é o ovo, à segunda é o pão e à terceira é a âncora.
-Acertaste, toma os teus animais, vai-te embora e nunca mais voltes!
E João foi para casa todo contente e sorridente, já tinha os seus animais de volta.
Esta fábula foi inspirada numa pintura de Marc Chagal e para mim ensina-nos a ser fiéis aos nossos amigos e a nunca desistir dos nossos objetivos.




Este texto foi feito por:
Inês Borges Rocha
7ºC

Nº11

Sem comentários:

Publicar um comentário